Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

A centralidade da pluralidade cultural nos debates contemporâneos no campo do currículo

Maria Zuleide da Costa Pereira

Veja o Artigo

Resumo

Analiso, neste texto, a centralidade da pluralidade cultural nos debates contemporâneos no campo do currículo a partir do documento dos PCNs\MEC\1997, volume 10, e, exploro os pontos nodais que aglutinam a ideia de significantes vazios. O referencial teórico se pauta em autores como Hall (1997, 2003), Laclau (1996, 2005), Mouffe (2007), Macedo (2004, 2005, 2006 e 2007a), Macedo & Pereira (2007b) e Pereira (2006). A metodologia centra-se na análise textual e discursiva vinculadas ao pensamento de Laclau (2005) e Mouffe (2007). Na primeira parte caracterizo o contexto contemporâneo com suas marcas fluidas, incertas, indeterminadas, significantes vazios vistos como hegemonias contingênciais, por isso, relevantes para as interpretações dos diferentes campos epistemológicos. Na segunda parte assumo o currículo como redes de significação entrecruzadas pelo poder que no seu processo de deslocamento contínuo se situa entre o universalismo inexorável e os particularismos hegemônicos que, podem inscrever o currículo como significante vazio. Na terceira parte analiso o documento dos PCNs\MEC\1997, exploro os pontos nodais da pluralidade cultural e seu processo de aglutinação, com a finalidade de identificar, se, a sua inscrição os identificam como significantes vazios. O texto se conclui como uma tentativa de demonstrar que o currículo e a pluralidade cultural através de suas redes de significação convivem com os paradoxos entre a conformação da diferença e o reconhecimento das condições multiculturais das sociedades atuais.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões