Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Manuais pedagógicos e formação docente: elos de poder/saber

Maria Isabel Edelweiss Bujes

Veja o Artigo

Resumo

Que crianças “povoam” os manuais pedagógicos que circulam nos cursos de formação de professoras? Tomando tais manuais como uma versão específica de “livros didáticos”, a investigação aqui apresentada selecionou como seu foco três obras utilizadas largamente na formação de professoras para a 1ª etapa da Educação Básica – a Educação Infantil: Qualidade em Educação Infantil (Zabalza, 1999), Aprender e ensinar na educação infantil (Bassedas, Huguet e Solé, 1999) e As cem linguagens da criança (Edwards et al., 1999). A análise em curso, de inspiração pós-estruturalista, identificada com compreensões da linguagem configuradas a partir da “virada lingüística” discute especificamente proposições endereçadas às futuras professoras que tratam de alguns “objetos” pedagógicos. Neste trabalho, examinam-se formulações que se circunscrevem a dois dos focos da investigação: a criança e a produção de sua regulação moral. O exame das formulações discursivas problematiza como a leitura de tais manuais acaba por constituir formas específicas de verdade sobre as crianças, as professoras, as práticas pedagógicas... Esta análise problematiza o vínculo de tais discursos com uma racionalidade de governamento (na perspectiva foucaultiana) e seus efeitos nos processos de subjetivação de crianças e docentes em formação.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões