Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Exploração do pensamento arqueológico das crianças

Flávio Ribeiro

Veja o Artigo

Resumo

Este estudo de natureza descritiva analisa a progressão do pensamento arqueológico dos alunos, através de inferências feitas a partir de objectos arqueológicos do período Pré-histórico e Romano. Enquadra-se na linha de investigação em cognição histórica situada e pretende contribuir para uma abordagem do ensino-aprendizagem construtivista, num contexto de ensino concreto. A amostra do estudo foi constituída por vinte alunos, na faixa etária dos 11 aos 12 anos, do 5º ano de escolaridade A recolha de dados foi feita com a aplicação de dois Questionários e ainda de entrevistas aos alunos. A análise dos dados teve por base o modelo de progressão das ideias dos alunos em História e, para o efeito, seguiu-se a proposta de Ashby e Lee em 1987. Apesar das limitações do estudo, os resultados encontrados parecem indicar que um método de ensino que inclui a utilização de fontes arqueológicas facilita a aprendizagem histórica dos alunos.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões