Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Intelectuais, burros ou super-professores? Os educadores populares em tempos de ajuste estrutural

Gustavo Fischman

Veja o Artigo

Resumo

No período 1980-2000, os governos Latino-Americanos levaram a cabo transformações sociais e econômicas dramáticas no contexto da aplicação de programas de ajuste estrutural. A aplicação desses programas promoveu alterações profundas, não só nas áreas econômicas e sociais, mas também nos sistemas educativos. Os discursos pedagógicos dos estados nacionais e dos organismos internacionais de financiamento procuraram respostas para os problemas educativos no repertorio técnico-ideológico no marco doutrinário do “neoliberalismo”. Contudo, ao contrário do que esta situação pode sugerir, o campo da educação popular na região não perdeu de todo a sua vitalidade. Este artigo se propõe a explorar alguns dos desafios e possibilidades da educação popular através a) da análise do campo educacional após a aplicação dos programas de reforma estrutural, b) da análise de um “workshop” de educação popular na Argentina e c) de uma reflexão sobre o modelo gramsciano do intelectual orgânico tal como é entendido por muitos educadores populares.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões