Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Base Nacional Comum Curricular no Oeste da Bahia: políticas da tradução em relatos de professores

Clívio Pimentel Júnior

Veja o Artigo

Resumo

O texto focaliza a discussão sobre as políticas da tradução da Base Nacional Comum Curricular no Oeste da Bahia apresentadas em relatos de professores. Aborda a noção de tradução em diferentes registros teóricos pós-estruturais e pós-fundacionais, destacando a forma como tais operadores interpretativos permitem configurar as discussões em torno do trabalho com políticas de currículo, explorando suas contribuições e potencialidades para o campo. A partir do material empírico mobilizado, discute-se as implicações do processo de implementação da BNCC enquanto política do tipo padrão, problematizando seu anseio em alinhar, padronizar e estancar as disputas discursivas pela significação do currículo na relação com o outro nos mais distintos espaços e tempos educacionais. Defende-se o fracasso normativo de políticas erigidas sobre a tentativa de substituição e desprezo das culturas e trajetórias profissionais e experiências pedagógicas e curriculares dos sujeitos que engendram os cotidianos escolares.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões