Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Do Letramento à Escrita Inventiva na Universidade: potência transformadora da linguagem

Cláudia Bechara Fröhlich, Elaine Milmann e Janniny G. Kierniew

Veja o Artigo

Resumo

O comum entre as pesquisas sobre a escrita no campo da educação, do letramento à escrita acadêmica, foi tema de diálogo entre dois espaços acadêmicos: um em Porto Alegre (Brasil) e outro em Lisboa (Portugal). A partir da interrogação sobre como viver/pesquisar juntos nesses diferentes locais universitários e da trajetória de estudos da Poética do Letramento, propomos, neste artigo, uma discussão sobre o modo como, desde o letramento até a escrita inventiva na universidade, a escrita pode se articular como potência transformadora de linguagem. Acompanhadas de Derrida (1970), Agamben (2005, 2017) e da psicanálise, apostamos que na abertura de condições para a constituição de um comum, pela via da produção escrita e de encontros acadêmicos que fazem roçar as línguas em diferentes contextos, as palavras inventivas podem emergir como combustível no enfrentamento de uma crise da linguagem. Nessa travessia, autores da poesia concreta, que produzem uma vizinhança entre infância da língua, poesia e escrita inventiva na universidade, contribuíram para um modo de viver/pesquisar juntos num horizonte não doutrinável de nossos atos de linguagem, desafio da educação em meio à crise vivida com a pandemia do coronavírus.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões