Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

O Diferente na Era Digital

José Tonezzi

Veja o Artigo

Resumo

As relações humanas mediadas por equipamentos e aplicativos digitais que se estabeleceram na sociedade contemporânea nos fazem refletir sobre práticas que levam o sujeito ao enaltecimento de si mesmo, distanciando-se do mundo físico e de práticas sociais. Nessas condições, a percepção que se tem do outro também parece alterada, uma vez que aquilo que se vê nas redes sociais pode não ser o que parece, pois o ato de simular tornou-se comum. Então, nesta era de realidade mista, em que o virtual se sobrepõe à concretude, o questionamento passa a ser sobre a existência e as características do ser diferente, alguém que se destaque do senso comum. As relações mediadas por implemento digitais permitem que um sujeito de corpo incomum transite sem ser notado, desde que não se faça ver por imagens. Por outro lado, massificou-se a prática da simulação através de expressões faciais e gestos padronizados. Expor-se muito para sentir-se melhor parece ter se tornado uma das normas nas relações sociais da era digital. É o que abre espaço para a bufonaria, prática que traz à tona um ser de comportamento diferenciado nesses tempos.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões