Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Discutindo a Base Nacional Comum Curricular Brasileira: uma análise sobre Educação Inclusiva no ensino de Ciências da Natureza

Thalisia Cunha dos Santos, Johana Marcela Concha Obando e Diana Negrão Cavalcanti

Veja o Artigo

Resumo

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) trouxe diversos desafios no campo da educação, principalmente na Educação Especial, isso porque há poucas menções no documento sobre essa modalidade de ensino, levando a crer que a base criada para todos os alunos, não foi pensada para Pessoas com Deficiência, Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) e Altas habilidades/Superdotação. Quando se trata do ensino de Ciências, os desafios são ainda maiores, uma vez que a reforma do ensino médio uniu as disciplinas Química, Física e Biologia em um único itinerário formativo, podendo levar a déficits de aprendizagens dos alunos com ou sem necessidades educacionais específicas. Visando compreender a nova realidade, o presente estudo propôs uma revisão bibliográfica de cunho qualitativo e quantitativo sobre a BNCC, a fim de se obter o aspecto geral do rumo da Educação Inclusiva no Brasil e as possíveis implicações no ensino de Ciências. Os resultados desta pesquisa deixam clara a negligência da BNCC no que diz respeito à modalidade de Educação Especial, visto que nossas análises corroboram a exclusão desta na versão final do documento. Ademais, aponta-se a falta de estudos sobre as interfaces entre Ciências da Natureza, Educação Especial e BNCC, convocando, assim, os profissionais da área na busca de práticas inclusivas para diminuir os impactos do documento no percurso acadêmico desses estudantes.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões