Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

O Conselho de Educação da FIEMG e suas Diretrizes para a Educação Básica Pública

Joelma Lucia Vieira Pires

Veja o Artigo

Resumo

O objeto deste artigo é a análise das diretrizes para a educação básica pública do Conselho de Educação da Federação das Indústrias do estado de Minas Gerais (FIEMG). Nosso objetivo é analisar a intencionalidade dos empresários relativamente à educação expressa nos documentos do Conselho. A criação do Conselho de Educação ocorreu na conjuntura de capitalismo neoliberal baseado na constituição da hegemonia das corporações transnacionais e na reconfiguração do poder do Estado. Essa conjuntura tem como característica a ascendência dos gestores do setor privado no Estado, políticos-empresários integram o Estado e operam a sua reforma. Eles são legitimados no Estado como referência de competência, de êxito e de eficiência e são considerados imprescindíveis para o funcionamento dos serviços públicos de acordo com a lógica do setor privado. A educação pública é atingida pela racionalidade neoliberal cujo objetivo é desconstruí-la como direito social e integrá-la à lógica do mercado como mera mercadoria com valor econômico.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões