Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Políticas Itinerantes de Educação e a Reestruturação da Profissão Docente: o papel das cúpulas da OCDE e sua recepção no contexto brasileiro

Dalila Andrade Oliveira

Veja o Artigo

Resumo

O artigo discute a relação entre as políticas itinerantes de educação e a reconfiguração da profissão docente. Com base em pesquisa documental e revisão de literatura, buscou-se compreender como determinadas narrativas sobre a escola e os docentes vão sendo construídas por atores específicos que põem em circulação um conjunto de documentos, relatórios de pesquisa e produção de dados estatísticos que contêm um discurso que se propaga internacionalmente por múltiplas estratégias de difusão. O principal material aqui tratado é a análise dos documentos produzidos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em especial os documentos produzidos para as Cúpulas Internacionais sobre a Profissão Docente. O objetivo é conhecer como o corpus de pesquisa no campo da educação constrói seus objetos e argumentos, em especial no que se refere à reconfiguração da profissão docente da forma como vem sendo definida no discurso que emana dos organismos internacionais. O artigo está dividido em três partes: a primeira está dedicada à discussão da circulação das políticas de educação em âmbito internacional, seus principais atores e instrumentos; a segunda trata da descrição e análise do material recolhido; e a terceira e última parte aborda a circulação e recepção das recomendações no contexto latino-americano e brasileiro.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões