Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Educação Especial na Perspectiva Inclusiva no Brasil: análise da influência internacional no contexto local

Adriana Araújo Pereira Borges e Josiane Pereira Torres

Veja o Artigo

Resumo

As Políticas de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva fortaleceram-se a partir de uma agenda global, enfatizadas na década de 1990. No Brasil, essas políticas impactaram fortemente o sistema educacional. Nesse cenário, é possível detectar a influência de organismos internacionais, a partir dos conceitos de transferência e adoção de políticas públicas. Esse artigo discute como as orientações internacionais acerca da Educação Inclusiva foram adotadas no Brasil, a partir das propostas de formação docente para o trabalho junto aos alunos com deficiência e da formulação de políticas para o campo. Como resultado, é possível perceber que as Políticas de Educação Especial propostas pelos organismos internacionais encontraram terreno fértil no Brasil, pois o contexto local já possuía uma tradição na formulação e implementação dessas políticas realizadas em agendas internas. Pode-se perceber que, apesar da influência dos organismos internacionais, ocorreram transformações internas nas Políticas de Educação Especial no Brasil, favorecidas por comunidades epistêmicas e movimentos sociais locais.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões