Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Qual é o Lugar da Formação Humana nas Políticas Curriculares Contemporâneas?

Geniana dos Santos e Denise de Souza Destro

Veja o Artigo

Resumo

Este texto discute os significantes vazios nas políticas educacionais endereçadas à Educação Básica (EB) a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), dialogando com autores do campo curricular que problematizam os sentidos de crise e qualidade na educação que subsidiam o contexto reformista. Propõe-se, assim, a reflexão sobre as diferentes práticas discursivas a respeito das crises de paradigmas educacionais entrecruzando-se com discursos que problematizam a projeção de tipos humanos nas produções curriculares, conectando sentidos como formação humana e humanismo. Destaca-se a virada do pensamento pedagógico que se antagoniza, principalmente, ao discurso da decodificação das habilidades e competências, atualmente emergente nas políticas de currículo para EB, ressaltando as articulações que possibilitaram a significação de currículo como política cultural. Como superfície de análise e reflexão, elegemos o discurso da BNCC no tocante à formação, ao desenvolvimento integral e às habilidades socioemocionais apresentados como princípios humanizadores para o currículo visando ao desenvolvimento global.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões