Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

A Luta pela Inserção da Disciplina de Sociologia na Educação Básica no Brasil e as Especificidades da Educação de Jovens e Adultos

Edgar Gomes Júnior e Gilvanice Barbosa da Silva Musial

Veja o Artigo

Resumo

Esse artigo apresenta alguns resultados de uma pesquisa desenvolvida no Mestrado em Educação e tem como objetivo analisar os desafios para a inserção da disciplina Sociologia na Educação de Jovens e Adultos em Minas Gerais. No momento em que a educação sofre os ataques dos setores conservadores da sociedade que propõe a retirada de disciplinas como filosofia e sociologia dos currículos escolares, faz-se necessário lembrar a luta pela inserção da Sociologia na Educação básica brasileira. Do ponto de vista teórico-metodológico, trabalhamos com André Chervel (1990) para a história das disciplinas escolares, Bourdieu (2006, 2014) para a noção de campo e Apple (2006), Sacristán (2000) e Arroyo (2013), para a discussão sobre currículo. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e documental. Como resultados, indicamos que, sendo o currículo um campo de disputa, a disciplina de Sociologia tem ocupado um lugar provisório, questionado em alguns momentos político-sociais e defendido em outros. Quanto ao ensino de Sociologia na Educação de Jovens e Adultos, esse enfrenta um duplo desafio, estabelecer-se como campo legítimo em um espaço que também ocupa lugar marginal e transitório nas Políticas Educacionais.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões