Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Discursos sobre as TIC na Iberoamérica: tentativas de controles

Lívia Moura Cardoso de Bastos Farias e Rosanne Evangelista Dias

Veja o Artigo

Resumo

Podem as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) forjadas para as políticas de currículo virem a ser associadas a movimentos educacionais de perfil conservador? Tal questão parece ser desafiadora a certo consenso que atribui exclusivamente sentidos arrojados e progressistas ao advento das TIC na educação e merece ser problematizada. Neste artigo, interpretamos os sentidos que vêm sendo produzidos nas políticas de currículo envolvendo as TIC para as escolas e como seus discursos vêm significando, nos textos políticos da Ibero-América, a docência e a aprendizagem. Selecionamos na análise textos políticos produzidos no período de 2008 a 2016 pela UNESCO e a OEI para interpretar como eles vêm disseminando discursos sobre a inexorabilidade das TIC em um viés conservador que visa destacar o discurso da sociedade do conhecimento na tentativa do controle docente e discente e nos resultados via processos de avaliação centralizada.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões