Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Pensamentos de Mulheres Negras ao Sul do Sul: das lutas coletivas por cidadania à narrativa da existência por meio da educação

Fernanda Oliveira e Priscila Nunes Pereira

Veja o Artigo

Resumo

O presente artigo tem por objetivos responder à questão: como a educação se coloca como demanda, formal e informal, para mulheres negras do sul do Brasil? E, de forma transversal, destacar elementos que permitem observar como esse desenrolar configura epistemologias outras que convergem para o que compreendemos como um assentamento epistêmico. Para isso, observamos as ações coletivas de mulheres negras localizadas no extremo sul das Américas e suas interfaces com a educação no pós-abolição. O artigo está dividido em quatro tópicos perpassados pela historicidade: afirmação da existência, enunciação feminina negra desde o sul, atuação de professoras negras e a construção da identidade coletiva. Dentre as fontes selecionadas estão as escritas sobre vivências, textos acadêmicos, leis e entrevistas. Escrevemos não apenas sobre essas mulheres, mas com elas, enquanto mulheres negras. Destacamos ainda que este texto é fruto dos processos de pesquisa, atuação e produção acadêmica das duas autoras: uma Doutora em História, que pesquisa o associativismo negro na região de fronteira Brasil-Uruguai em um pós-abolição mais recuado (fins do XIX até meados do XX); e uma Mestra em Educação, com estudos focados na docência de mulheres negras relacionada às políticas públicas no Rio Grande do Sul (fim do século XX e início do século XXI). Ambas ativas do Grupo de Estudos Atinuké – sobre o pensamento de mulheres negras.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões