Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

‘Quem você está chamando de cabelo duro?’: um olhar da Teoria Racial Crítica sobre a construção das mulheres negras

Gloria Ladson-Billings

Veja o Artigo

Resumo

O furor da primavera de 2007 sobre o Nova-iorquino Don Imus, uma celebridade do rádio, e sua caracterização racista e degradante de um grupo de mulheres afro-americanas em um time universitário de basquete desencadeou uma tempestade de debates e discussões por toda a mídia dos EUA. No entanto, pouco dessa discussão se concentrou nas construções mais amplas das mulheres negras como não atraentes, indesejáveis e moralmente suspeitas. Essas construções da cultura popular conseguem se imiscuir na educação quando mulheres negras, como professoras e mães, continuam a enfrentar um conjunto separado e diferente de padrões sobre o que significa ser uma boa professora e/ou uma boa mãe. Este artigo usa um conjunto de filmes sobre ensino e professores como “textos” que definem e redefinem o que significa ser professora ou mãe e explora as implicações dessas construções para o ensino e a formação de professores através de uma perspectiva da Teoria Racial Crítica.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões