Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Os Materiais Narrativos e a Reconfiguração dos Currículos: desafios e possibilidades

Marina Santos Nunes de Campos e Graça Regina Franco da Silva Reis

Veja o Artigo

Resumo

O presente texto tem como objetivo tratar as produções cotidianas dos currículos escolares como lugar de reconfiguração dos currículos prescritos, compreendendo esta reconfiguração como invenção e criação e o compartilhamento destas como espaço e tempo de (auto)formação. Para isso, utilizamos uma metodologia pautada no compartilhamento e escuta de narrativas de experiências-praticadas vividas por professoras e professores que participam das rodas de conversa de um projeto de extensão numa universidade pública no Rio de Janeiro. Estas narrativas são compreendidas como relatos de autoria e de produção curricular e o seu compartilhamento nos ajuda na compreensão de que ao escutar e narrar nos formamos continuamente. Ou seja, partimos do pressuposto que narrar as produções curriculares e as histórias de vida se tornam um exercício de (auto)formação. O uso das narrativas é visto também como forma de desinvisibilização de experiências que têm sido desperdiçadas por uma lógica monocultural e hegemônica que está intrínseca na concepção de escola como espaço de transmissão de conhecimentos.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2019. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões