Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

O Ensino de Leitura nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a proposta da Base Nacional Comum Curricular

Andreia Rezende Garcia-Reis e Ariane Rodrigues Gomes Leite Godoy

Veja o Artigo

Resumo

Este artigo busca apresentar uma análise da concepção de leitura e ensino de leitura nos anos iniciais do ensino fundamental presente na Base Nacional Comum Curricular homologada em dezembro de 2017. Para isso, trazemos uma breve reflexão sobre o contexto de produção e homologação do documento, baseadas em alguns autores que discutem as teorias de currículo (APPLE, 1994; ARROYO, 1999; LOPES; MACEDO, 2011; MACEDO, 2014); apresentamos brevemente a configuração estrutural da BNCC (BRONCKART, 2006b) e analisamos a concepção de linguagem, de leitura e de ensino de leitura defendida no documento (BRONCKART, 2006; KOCH; ELIAS, 2014; KLEIMAN, 1998; 2011). Quanto ao contexto de produção, podemos considerar que se trata de um momento conflituoso, de tensões políticas, sociais e educacionais no Brasil, propiciando a elaboração de um documento cujo foco é no desenvolvimento de capacidades discentes, com ênfase em resultados a serem alcançados e não em um processo educacional progressivo, crítico e contextualizado. Embora a quarta versão da BNCC defenda a adoção de uma perspectiva enunciativo-discursiva de linguagem, as orientações sobre o ensino de leitura nos anos iniciais do ensino fundamental contradizem essa perspectiva, sobretudo por enfatizar a aprendizagem da escrita relacionada à aprendizagem do código em detrimento de práticas de linguagem situadas, de interação com o texto.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2017. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões