Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

As Fontes do Medo: o caso de uma Escola construída sobre um Cemitério

Lúcio Aparecido Moreia e Luiz Alberto Oliveira Gonçalves

Veja o Artigo

Resumo

Este artigo apresenta o resultado de uma pesquisa que busca compreender se ainda é sustentável no mundo contemporâneo a hipótese de que é possível modelar a conduta humana por meio do medo. Nesta pesquisa foi possível registrar uma infinidade de relatos de sujeitos no interior das escolas sobre o medo contemporâneo. Foi desse movimento que surgiu o estudo de caso que será analisado, no presente artigo. Trata-se das fontes do medo de uma escola no interior de Minas Gerais que fora construída, em 1948, em um terreno que abrigara, no passado, um cemitério. Sobre esse fato se construíram estórias e alegorias nas quais o medo dos mortos se misturava com as relações e práticas escolares. Criavam-se imagens assustadoras de salas de reclusão para os quais estudantes eram enviados, em caso de indisciplina e assim por diante. Mas criavam-se também histórias divertidas que serviam de brincadeiras e jogos entre os estudantes. Além dos documentos e atas de reuniões da escola entre 1950 e 1960, foram entrevistados ex-professoras e ex-estudantes, do referido período, cujos dados foram analisados com o suporte da Teoria do Discurso do Sujeito Coletivo. Por fim, o artigo finaliza com uma apreciação dos sujeitos entrevistados sobre as suas representações sociais do medo nas escolas no mundo contemporâneo.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2017. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões