Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Silêncios e Desafios da Agenda para o Desenvolvimento Pós-2015 – reflexões sobre o papel da Educação Social Crítica

Rosanna Barros

Veja o Artigo

Resumo

A reflexão estruturante apresentada neste texto centra-se na inter-relação entre o legado político-filosófico da pedagogia-educação social e o legado dos direitos humanos. Com esta matriz teórico-conceptual o objetivo do artigo é defender que a prática sociocomunitária crítica e conscientizadora da educação social é condição tanto para o alargamento dos territórios de cidadania social como para o refundar dos pressupostos educacionais enquanto itens políticos e não técnicos. Afirma-se que a pedagogia cidadã, assim pensada, torna-se o expoente basilar de uma educação para os direitos do Outro, e nesse sentido, o foco é o debate acerca de valores e princípios universais tornados o denominador comum para pensar o próprio desenvolvimento humano enquanto direito. A partir daqui, convocamos aspetos dos principais factos da globalização hegemónica, como o Pacto Global das Nações Unidas, para analisar, criticamente, o modo como se vem entendendo o desenvolvimento em termos geopolíticos nas instâncias políticas internacionais, com destaque para o Banco Mundial, tomando-se posição por uma globalização justa. No final deixamos o convite ao educador social para se engajar numa praxis onde se procurem problematizar e superar os silêncios no debate em curso sobre os desafios da Agenda para o Desenvolvimento pós-2015.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2017. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões