Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Reproduzindo Desigualdades na Educação: alunos em escolas desiguais e a qualidade da educação

Ricardo Boklis Golbspan e Luís Armando Gandin

Veja o Artigo

Resumo

Este texto é focalizado em como ocorre a reprodução das desigualdades na escola. Utilizamos como ferramenta teórica principal o conceito de hegemonia, segundo Raymond Williams, que oferece ferramental capaz de explicar como a desigualdade e as condições de classe são concretamente vividas na escola. Metodologicamente, adotamos a perspectiva da Análise Relacional, segundo Michael Apple, para analisar criticamente os rumos que a educação tem tomado, combinada a uma análise bakhtiniana da linguagem, tomando o discurso sobre “qualidade” como indicador da hegemonia. Procedemos com uma comparação entre julgamentos de alunos de duas escolas desiguais – uma pública de periferia, outra privada e que atende famílias de classes médias altas – sobre a qualidade de sua educação, a partir de questionários. O trabalho apresenta uma análise das respostas dadas pelos alunos, em uma tentativa de explicar como as condições de classe são concretamente incorporadas pelos alunos em seu cotidiano escolar. Os resultados da pesquisa apontam como os estudantes não apenas têm condições econômicas desiguais e ideias distintamente constrangidas sobre o que é qualidade, mas como seus próprios significados de qualidade são confirmados em suas práticas na escola.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões