Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

História das Práticas de Avaliação no Brasil: Provas, exames e testes ou a longa provação dos alunos rumo à distinção ou ao “triunfo escolar” (1890-1960)

Denice Barbara Catani

Veja o Artigo

Resumo

O texto examina aspectos da história das práticas avaliativas no Brasil e integra estudo amplo acerca da questão ao longo dos anos de 1890 a 1960. Indica as linhas gerais dos percursos que foram constituídos e os conhecimentos mobilizados para justificar a realização de provas, exames e verificações do aprendizado em diversos momentos. A análise fornece também sugestões acerca das potencialidades do estudo histórico dos modos de avaliação e suas implicações para a própria aprendizagem, as relações pedagógicas e o desenvolvimento das disposições pessoais dos alunos com relação às diversas áreas de conhecimento. Nessa perspectiva, delineiam-se duas vertentes de compreensão: a dos modos de fundamentar, construir e utilizar as formas de avaliar e a das relações de tais práticas com outras no contexto da cultura escolar e dos seus efeitos sobre as histórias dos alunos. Para tanto, o estudo de fontes memorialísticas que retratam as experiências pessoais, bem como a análise da legislação educacional, da imprensa periódica especializada e as obras de formação para a docência evidenciam elementos relevantes que auxiliam na percepção das especificidades de tempos e espaços diversos. O texto exemplifica algumas das peculiaridades desses processos indicando suas articulações com a elaboração dos conhecimentos da área.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões