Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Generificação das práticas curriculares: uma abordagem feminista pós-estruturalista

Maria Cláudia Dal’Igna, Carin Klein e Dagmar Estermann Meyer

Veja o Artigo

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir articulações entre gênero e currículo, nas perspectivas dos Estudos Feministas e de Gênero, dos Estudos Curriculares e do Pós-Estruturalismo, tomando como referência algumas investigações realizadas em dois grupos de pesquisa. Argumentamos que o currículo ocupa um lugar importante nas formas de regulação das identidades sociais, que o gênero opera estruturando o próprio currículo e que é nessa direção que participa ativamente de processos de generificação das práticas curriculares, permitindo que, em uma dada cultura, conhecimentos, comportamentos e habilidades venham a ser definidos e reconhecidos como próprios e adequados para meninos e meninas, homens e mulheres.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões