Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Raciocínios que instituem o valor do ensino da música na escola brasileira

Claudia Helena Azevedo Alvarenga e Tarso Bonilha Mazzotti

Veja o Artigo

Resumo

A análise dos raciocínios implícitos que fundamentam a aprovação da Lei 11.769/2008, que torna o conteúdo de música obrigatório no ensino escolar brasileiro, permitiu identificar as representações hegemônicas acerca da música e seu ensino. A Lei foi sancionada com o veto da formação específica para o professor ministrar o conteúdo de música. As musicalidades que os grupos afirmam como as mais favoráveis para as políticas educacionais do país ancoram-se em noções românticas de identidade social, de tal modo que prevalecem as noções de que a obra de arte é fruto do talento do artista. A metáfora MÚSICA, A ALMA DO POVO, coordena os significados dos discursos de aprovação do ensino de música e de adesão ao veto parcial.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões