Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Investir, inovar e empreender: uma nova gramática curricular para o Ensino Médio brasileiro?

Roberto Rafael Dias da Silva

Veja o Artigo

Resumo

A partir de um diagnóstico crítico de práticas curriculares de diferentes regiões do País, o presente artigo analisa os modos pelos quais a lógica do empreendedorismo tem ingressado na agenda curricular do Ensino Médio brasileiro. Do ponto de vista teórico, busca-se uma interlocução sistemática com diferentes abordagens que buscam produzir uma crítica política acerca das formas escolares fabricadas nas tramas do capitalismo contemporâneo. No exame de determinadas práticas curriculares que atribuem centralidade ao conceito de empreendedorismo em diferentes regiões brasileiras, nota-se a mobilização de duas estratégias complementares, a saber: a premissa de tornar as escolas atraentes e o desenvolvimento de currículos que promovam oportunidades econômicas. Conclui-se que tais estratégias, em ação, tendem a compor uma nova gramática curricular para o Ensino Médio brasileiro, engendrada por três imperativos econômicos neoliberais: investir, inovar e empreender.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões