Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

As políticas de avaliação, os docentes e a justiça escolar

Dalila Andrade Oliveira e Tiago Antônio da Silva Jorge

Veja o Artigo

Resumo

No presente artigo discutimos a centralidade das políticas de avaliação e de modelos de prestação de contas e responsabilização como mecanismo de regulação sobre o trabalho docente. Os referenciais são tratados com base na discussão sobre a escola como espaço de promoção de justiça social. Discutimos as tensões entre diferentes abordagens de justiça social na orientação das políticas educacionais, que vão desde a crítica à aplicação do princípio liberal de igualdade às demandas por reconhecimento e redistribuição. Estas tensões têm resultado em mudanças também na concepção de justiça escolar na medida em que a igualdade, antes pensada como garantia de acesso e permanência na escola, vem sendo desde o início dos anos 1990 substituída pela busca de maior equidade, o que tem promovido um deslocamento da noção de igualdade para a busca por resultados.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões