Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Elas "Não Brincam em Serviço" e “Quando Descansam Carregam Pedra”: investigando o trabalho, a educação e a cultura lúdica das jovens empregadinhas domésticas

Maurício Roberto da Silva

Veja o Artigo

Resumo

Este texto tem como objetivo refletir e problematizar sobre a exploração do trabalho infantil feminino doméstico na cidade do Recife, visando reunir evidências empírico-teóricas acerca desse mundo da exploração do trabalho infanto-juvenil. Trata-se de um estudo que articula as seguintes categorias analíticas: trabalho, infância, educação e cultura lúdica. A questão-problema que norteia a presente pesquisa é: a exploração do trabalho infantil feminino doméstico ainda tem seu curso na casas das famílias de classe média e das elites da cidade do Recife? Tal pergunta traz em seu bojo grandes desafios para os pesquisadores, governantes e militantes dos movimentos sociais, principalmente, considerando que a exploração do trabalho infantil feminino doméstico se caracteriza, primordialmente, como uma prática social de dominação pré-capitalista (escravidão), que se estende até o capitalismo neoliberal na atualidade. O mencionado tipo de exploração culmina por macular práticas laborais eivadas de perversão, precarização da educação, invisibilidade e, por fim, suprimindo o tempo para o exercício da cultura lúdica.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões