Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Tecendo a História do Currículo nas Entrelinhas das Materialidades Escolares: o ensino de Línguas Vivas em uma escola feminina (1934-1961)

Marta Banducci Rahe e Eurize Caldas Pessanha

Veja o Artigo

Resumo

Neste artigo buscamos investigar como os artefatos materiais das aulas de Línguas Vivas, aqui tomados como fontes, podem nos ajudar a construir a história do ensino das Línguas Vivas e a conformação de suas práticas seguindo os objetivos e as intenções governamentais de um tempo, nesse caso, o tempo do Ensino Secundário e de um espaço, uma instituição confessional de educação secundária, Ginásio Feminino Nossa Senhora Auxiliadora, localizada na cidade de Campo Grande, que no período de 1934 a 1961, ainda pertencia ao estado de Mato Grosso e é hoje capital de Mato Grosso do Sul. Nos achados dos arquivos da secretaria da escola, tais como Relatórios de Inspeção, Relação de materiais, entre outros, e também da seção de livros antigos da biblioteca, foi possível entrever pistas para o resgate da cultura escolar que se externou naquele período e para a explicitação de um currículo para as Línguas Vivas que, embora seguisse as determinações governamentais, muitas vezes adaptava-se para atender às necessidades de seu público e às limitações da cidade.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões