Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Da Recontextualização à Tradução: investigando políticas de currículo

Alice Casimiro Lopes, Erika Virgílio Rodrigues da Cunha e Hugo Heleno Camilo Costa

Veja o Artigo

Resumo

A noção de recontextualização por hibridismo, proposta por Stephen J. Ball e incorporada aos estudos de currículo no Brasil, tem-se mostrado produtiva frente à noção de recontextualização elaborada por Basil Bernstein. Com o aprofundamento dos registros pós-estruturais, contudo, a noção de recontextualização por hibridismo é desafiada pelo diferir associado à tradução. Neste artigo, é privilegiada a análise da tradução, tal como desenvolvida por Derrida e apropriada pela teoria do discurso de Laclau. Concluímos que a tradução pode se mostrar mais potente para compreender e investigar as diferentes significações que as políticas de currículo assumem contextualmente. Simultaneamente, buscamos apontar estratégias da tradução nas políticas de currículo.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões