Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Sobre as Redes que Tecem Praticaspolíticas Cotidianas de Currículo e de Formação de Professores/as

Carlos Eduardo Ferraço e Maria Regina Lopes Gomes

Veja o Artigo

Resumo

Trata-se de artigo tecido com diferentes fios de nossas pesquisas com os cotidianos de escolas da Rede Municipal de Ensino de Vitória, ES, em seus entrelaçamentos com a Secretaria Municipal de Educação. Interessou-nos problematizar as políticas de educação, com foco nas práticas de currículo e de formação continuada de professores, que surgem na complexidade das redes de saberes-fazeres-valores-sentidos-afetos trançadas nesses cotidianos. Nossa intenção foi pensar as políticas de currículo e de formação continuada de professores nessas tessituras, a partir das teorias das práticas cotidianas (CERTEAU, 1994), compreendendo que aí estão coexistindo as múltiplas dimensões e circunstâncias de constituição das políticas educacionais. Assim, dedicamo-nos às práticas de pesquisa com os cotidianos (FERRAÇO, 2003) como uma atitude política de investigação e de aproximação desses espaços-tempos. Essa abordagem teórico-metodológica de pesquisa atravessa as discussões que fazemos, buscando compreender o conhecimento tecido em cada ação cotidiana (ALVES, 2003) “com” professores/as, alunos/as, pedagogos/as, diretores/as e demais praticantes das escolas e da Secretaria de Educação. Compreendemos com Alves (2010) que os processos de formação e os currículos em redes estão sempre articulados e envolvem diferentes contextos em permanente tensão, embora de modo desigual e com diferentes intensidades. Assim, ao contrário da ideia de que há uma "verdade" a ser dita sobre os currículos e as formações de professores, nossa aposta, com pesquisadores praticantes cotidianos, está na ampliação dessas redes curriculares e de formação, os "currículosformação", e na possibilidade de intercâmbios e compartilhamentos entre esses vários protagonistas das políticas educacionais, compreendendo que é nessa complexidade dos saberes-fazeres cotidianos que são inventados e compartilhados múltiplos sentidos para a educação, para as escolas e para os conhecimentos.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2014. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões