Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Empreendedorismo, Autocrítica e Flexibilidade: problematizando traços da cultura gestionária de vida nos discursos de pedagogos em formação

Rodrigo Saballa de Carvalho

Veja o Artigo

Resumo

O presente artigo, a partir das contribuições dos Estudos Culturais em Educação e dos Estudos desenvolvidos por Michel Foucault, tem como foco a problematização dos discursos de pedagogos em formação acadêmica que apresentam traços da cultura gestionária de vida. Para tanto, foram realizadas vinte e cinco entrevistas com acadêmicos de Pedagogia a respeito dos aprendizados no curso, trajetórias de formação e expectativas de atuação profissional. A partir das análises, foi possível observar que os acadêmicos descrevem-se como indivíduos empreendedores, autocríticos e flexíveis – evidenciando as práticas de governamento implicadas em tal culto ao desempenho. Os acadêmicos entrevistados assumem o empreendedorismo enquanto uma visão de mundo, sentindo-se responsáveis pela inovação em suas práticas profissionais e também pela incessante formação continuada. Tais pedagogos, no contexto das análises, podem ser vistos como empresários de si que vivenciam uma cultura do instantâneo, indivíduos que buscam desenvolver competências, enfrentar desafios, procurando a multiplicação do próprio capital humano e o atendimento das efêmeras exigências do mercado de trabalho educacional contemporâneo.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões