Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Currículo Imaterial & Capitalismo Cognitivo: hipóteses da relação entre o campo do currículo e da tecnologia informacional

Monique Franco e Rita Leal

Veja o Artigo

Resumo

O objetivo deste ensaio, ao cunhar o termo currículo imaterial, é dissertar sobre o conceito de virtual e suas aplicações ao campo do currículo, no diálogo que o mesmo estabelece com as novas tecnologias da informação e comunicação. No bojo do deslocamento de um regime de acumulação baseado na grande indústria para um regime de invenção e inovação, cuja valorização incide sobre a aceleração do tempo de produção, difusão e socialização do conhecimento, viabilizado pelas novas tecnologias de informação e comunicação (NTIC’s), o conceito de capitalismo cognitivo (CORSANI, 2003; COCCO, 2003) surge como hipótese que amplia a compreensão dessa nova dinâmica, baseada no consumo e na hiperinformação. Três ordens de preocupações se colocam ao debate. A primeira incide na possibilidade de identificar correlações entre o conceito de realidade imaterial e a realidade incorpórea, trazendo, para a atualidade, preocupações já postas pelos pensadores de outrora, com a potência do não visível. A segunda visa problematizar os vários entendimentos que surgem a partir dos conceitos de técnica e de tecnologia, que instauram vozes dissonantes a respeito do impacto provocado pelos mesmos na sociedade contemporânea. Por último, busca analisar esses aspectos no interior do debate curricular quando o mesmo se depara com as alterações e as mudanças nas novas formas de seleção, armazenamento e produção de conhecimento.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões