Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

A Coleção Menina e Moça: entre o bom comportamento moral e a formação do gosto literário

Márcia Cabral da Silva

Veja o Artigo

Resumo

José Olympio projetou-se como um dos mais importantes editores de obras literárias e de livros não didáticos no Rio de Janeiro nas décadas de 1930 e 1940. Em 1934, lança a Coleção Menina e Moça, inspirada na famosa Bibliothèque de Suzette, publicada na França entre 1919 e 1965. No Brasil, o investimento na coleção mobilizou o interesse de escritores, como José Lins do Rego, e de intelectuais católicos, como Alceu Amoroso Lima (Tristão de Ataíde) e Padre Álvaro Negromonte. Do estudo realizado, infere-se que os livros idealizados para meninas e moças e afiançados pelos intelectuais ligados à Livraria José Olympio Editora circularam no contexto brasileiro dos anos de 1940 e de 1950 e prescreveram tanto o bom comportamento moral quanto a formação do gosto literário.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões