Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

Eu, Tu, Eles: a amizade como passaporte para brincar

Raquel Gonçalves Salgado e Maira Regina Souza Silva

Veja o Artigo

Resumo

Este trabalho busca analisar os modos como as crianças constituem os grupos para brincar e os requisitos que definem para compô-los, elegendo quem deles participa, como e em que circunstâncias. Além disso, interessam-nos as estratégias que as crianças criam para se inserir nos grupos e como estas remetem a valores que constroem nas relações com seus pares, as quais se caracterizam por vínculos – duradouros ou passageiros – que se estabelecem quando brincam. O contexto de investigação é uma turma de crianças, entre 4 e 5 anos, de uma instituição de Educação Infantil da rede pública do município de Rondonópolis, Mato Grosso. Observamos que ser amigo, ter e fazer amizades apresenta-se como um significativo passaporte para se inserir nos grupos e participar das brincadeiras. A amizade é, portanto, alvo de negociações e barganhas, aparecendo como uma forma de pertença ao grupo.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões