Navigation
Mapa
Currículo sem Fronteiras
 
   
 Revista para uma educação crítica e emancipatória   ISSN 1645-1384

As Formas do Corpo: marcas da(s) diferença(s) em personagens gordos da literatura infantil

Iara Tatiana Bonin e Rosa Maria Hessel Silveira

Veja o Artigo

Resumo

O trabalho parte de considerações sobre a “diferença corporal”, no caso, “o ser gordo” na sociedade contemporânea, e sobre algumas características da literatura infantil que a conectam a concepções de infância e a um ideal educativo. Debruçando-se sobre 5 obras da literatura infantil contemporânea, publicadas a partir de 2000, seu objetivo é analisar como nelas são apresentados os personagens gordos e como é tematizado o “ser gordo”, verificando discursos e estratégias textuais que acabam por legitimar verdades sobre o tema. Para a análise, foi considerado tanto o texto verbal e imagético das narrativas principais, quanto alguns dos paratextos que integram os livros. Foi possível identificar que, das ações dos enredos e da caracterização dos personagens, emergem 4 lições sobre o “ser gordo”: 1º - Reconhecer a gordura como problema é o primeiro passo para a solução; 2º - “Ser gordo” tem causas, características e conseqüências. 3º - Há duas soluções possíveis , apresentadas de modo recorrente no desfecho das obras: aceitar-se ou emagrecer; 4º - O adulto (quase) sempre ajuda o gordo criança. Os paratextos analisados também corroboram tais lições, contribuindo para controlar o sentido preferencial na leitura dos textos ficcionais.

 

 

 
 
Todos os direitos reservados - Currículo sem Fronteiras 2011. Na eventualidade de enfrentar problemas no acesso a esta página, contate: webmaster@curriculosemfronteiras.org
 
 
       
English Busca Sugestões